terça-feira, junho 25

Aos Caras-pintadas e revolucionários de outros tempos



Quantas vezes nós, 90's, não ouvidos que somos o futuro do país do futuro, ou que somos acomodados, mimados, nos escondemos atrás das telas?? Bom, eu ouvi várias vezes e em algumas até concordei. 

Foi então que por conta dos bentitos 0,20 centavos, decidimos todos, não só os 90's, ir para as ruas. Gritar, espernear, como crianças mimadas quesomos querendo o que nos interessa.

Mas não foi suficiente, estamos ouvindo de vários que deveriam estar do mesmo lado que nós, que não sabemos o que estamos fazendo, que somos desorganizados e gostamos é de uma boa farra, que movimento sem rumo não é movimento, que devíamos ter prestado mais atenção as aulas de história antes de sair na rua gritando por interesses próprios, e outras maneiras de dizer a mesma coisa: "Nós, os antigos revolucionários, sabíamos o que estávamos fazendo, vocês não sabem o que querem e vão desperdiçar essa oportunidade!"

Caras-pintadas: A Geração Y quer tudo e quer agora!
A gente tem internet e smartphone! A gente não sabe bem o que quer, mas sabemos bem o que NÃO queremos!

Talvez estejamos sim desorientados, então por favor: Preocupem-se em nos orientar, em ensinar, em auxiliar!
Por favor não percam tempo julgando nossas iniciativas, gritos, cartazes, vozes ou falta de informação, porque sim, nós sabemos muito menos e precisamos do que vocês sabem!

Talvez tenhamos informação demais e pouco tempo para analisa-las, talvez vocês estejam certos, vai acabar em pizza e somos um bando de alucinados querendo fazer o que nossos pais e avós fizeram, de qualquer forma: Saímos do Facebook, e queremos apoio e não deboche e repressão de quem por fruto da experiência, sabe muito mais, e exatamente por isso pode nos orientar a fazer o que agora cabe a nós e não a vocês.

Aguardamos as dicas, as diretrizes, o conhecimento, a experiência, os relatos e etc... Alguém disse que não queríamos ou não precisávamos?

A luta de ontem, de hoje e de amanhã será por melhorias para todos, não é uma competição pela melhor revolução.